14
06
Teen Choice Awards 2018: Saiba como votar em Gal Gadot e Liga da Justiça

Gal Gadot foi indicada na primeira onda do Teen Choice Awards 2018, saiba como votar nela e em Liga da Justiça abaixo!

No Brasil, é permitido votar através do Twitter. A votação será dividida em dois períodos, o 1° começou ontem (13) e vai até o dia 19 de Junho. O 2° começa dia 22 e acaba no dia 28 de Junho!

Pode-se votar até 10 vezes por dia, por categoria e por perfil. Entretanto, só é válido o voto em uma pessoa e em uma categoria a cada tweet. No caso da Gal, há indicação em apenas uma categoria para ela e uma categoria para o filme Liga da Justiça. Ou seja, você pode votar 10 vezes na Gal e também 10 vezes em Liga da Justiça!

Abaixo, explicaremos para vocês como votar tanto pelo Twitter, quanto pelo site oficial do TCA’s. As regras de votação do Teen Choice Awards é bem diferenciadas, somente os moradores dos Estados Unidos podem votar, porém, sempre temos aquele truque na manga não é mesmo?

Então prestem bastante atenção de como votar abaixo:

Pelo Twitter:
– Esse ano, somente poderá ser votado apenas 10 (dez) vezes por dia no Twitter;
– RTs contam como voto e já são contabilizados dentro dos 10 votos diários;
– Não use números e nem emojis nos Tweets, pois eles podem virar spam;
– Se a conta no twitter for privada o voto não contará;
– Para votar basta apenas copiar e colar os Tweets abaixo:

Exemplos de texto para o tweet:

My #TeenChoice nominee for #ChoiceActionMovieActress is @GalGadot from Justice League

My #TeenChoice nominee for #ChoiceActionMovie is @justiceleaguewb – “Justice League”

 

Pelo Site:
– A votação já está aberta no site oficial do TCA’s: teenchoice.votenow.tv
– É preciso alterar o IP para que o voto seja computadorizado.

COMO VOTAR?
Para que a sua votação através do site oficial do Teen Choice Awards seja válida, você deve baixar um app chamado “Zenmate” que muda o IP do seu computador. Você não precisa baixar no seu pc, basta apenas instala-lo em seu navegador. Zenmate também está disponível na versão mobile, para aqueles que amam também votar pelo celular.
Como usar o Zenmate? É bem fácil! Após fazer o download do extensor, você deverá clicar em “On” e logo após em “Change Location”. Após clicar em “Change Location” procure por United States e veja se ao lado está escrito Current ou Change. Caso esteja escrito Change, é necessário clicar em cima (de change) para ativar a localização, caso a opção já esteja como Current, não é necessário mudanças. Você poderá votar em todas as categorias que quiser 10 vezes por dia (Para votar também é necessário deixar o Zenmate ativado).

O Teen Choice Awards 2018 acontece no dia 12 de agosto e será transmitido no canal da FOX.

 

Com informações de Tom Holland Brasil, Rachel McAdams Brasil e Lili Reinhart Brasil‏ 

31
01
“Estou muito emocionada e grata pela forma como as pessoas me receberam”, Gal Gadot em entrevista para a Pirelli

Gal Gadot concedeu uma entrevista ao site Pirelli.com onde falou sobre Mulher-Maravilha, Liga da Justiça, suas escolhas profissionais e vida pessoal. Confira a tradução abaixo!

Gloriosa Gal

Gal Gadot não poderia ter encontrado um papel melhor do que Diana Prince, também conhecida como Mulher-Maravilha – um que serviu tanto ao espírito feminista quanto ao seu interior como artista marcial e ex-treinador de ginástica para o exército israelense. O filme de ação acabou sendo um sucesso de verão, superando as expectativas mais otimistas do setor, ganhando mais de US $ 800 milhões na bilheteria em todo o mundo.

Não só foi um resultado notável para uma heroína feminina de quadrinhos, mas também deu à Gadot sua própria franquia de filmes solos quando a Warner Bros / DC Entertainment confirmou que uma sequência começaria a a ser filmada no final de 2018. Uma recompensa adequada para o desempenho, aclamado pela crítica, de Gadot como a melhor guerreira feminina no cinema.

Gadot voltou a atuar novamente como Mulher-Maravilha em Liga da Justiça, na qual se juntou com o Batman de Ben Affleck em uma batalha para salvar a Terra de um novo inimigo catastrófico. Precisando de toda a ajuda possível, a dupla recrutará outros super-heróis, Aquaman (Jason Momoa), Cyborg (Ray Fisher), Flash (Ezra Miller) e outros, para enfrentar essa ameaça sem precedentes. Dirigido por Zack Snyder, o elenco inclui Henry Cavill (Superman), Amy Adams (Lois Lane), Jeremy Irons (Alfred), Jesse Eisenberg (Lex Luthor) e JK Simmons (Comissário Gordon).

Pessoalmente, Gadot é extrovertida e exuberante. Ela ri facilmente, raramente deixa de sorrir e ainda parece admirar toda a atenção que vem com seu surgimento como uma grande estrela de cinema.

A jovem de 32 anos ainda faz Tel Aviv sua casa principal, que compartilha com o empresário Jaron Varsano e suas duas filhas, Alma, de seis anos, e Maya, nascida em março do ano passado. Além de Mulher-Maravilha, Gadot é um dos principais personagens dos filmes Velozes e Furiosos, imensamente populares, o último dos quais, Velozes e Furiosos 8, é o oitavo filme da franquia e o mais bem sucedido ainda.

Simplificando, a estrela de Gadot nunca brilhou tanto.

Interpretando a Mulher-Maravilha, o que é mais importante para você em termos de criar uma impressão distinta com o público?
Além do elemento de ação para ela, era realmente fundamental mostrar o coração da personagem e ter um tom emocional muito específico. Para mim, era realmente crucial que todos pudessem se relacionar com a Mulher-Maravilha porque, no final do dia, ela é uma deusa e como podemos nos relacionar com esse ser? Mas acho que fomos capazes de mostrar ao público que ela é um personagem multifacetado e uma guerreira poderosa que tem suas imperfeições e pode ser vulnerável e confusa. O fato de que ela não tem medo de mostrar suas falhas é o que a torna tão especial.

Como você adaptou sua própria personalidade à Diana/Mulher-Maravilha?
Eu queria dar-lhe uma certa quantidade de inocência, não que fosse uma fraqueza, mas mostrar como ela não é apenas uma guerreira fria e determinada. Eu não queria que ela fosse uma personagem assustadora, mas alguém com quem as pessoas pudessem se identificar. Então, agora as pessoas poderão se relacionar melhor com ela e sempre é mais interessante seguir uma história onde o público pode investir de forma mais pessoal e emocional em um personagem. Estou muito emocionada e grata pela forma como as pessoas me receberam.

O que fez Mulher-Maravilha ser especial para você?
É a primeira vez que filmo um mega filme que, ao mesmo tempo, senti tão pequeno e íntimo. Eu acho que tínhamos tanta sorte de ter uma química tão grande entre nós, todos e cada um de nós, e com a Patty Jenkins [diretora]. Certamente, tivemos desafios ao filmar o filme, como quando você filmou em um local em Londres no meio do inverno e você tem um dia muito curto e você precisa fazê-lo funcionar, mas tudo foi fácil de superar porque todos nós nos apoiamos.

Como foi trabalhar com a diretora mulher de Mulher-Maravilha, Patty Jenkins?
Em primeiro lugar, eu diria que Patty era a pessoa certa para este trabalho, dirigir esse filme, seja ela mulher ou não, ela tinha todas as habilidades e qualidades que esse filme precisava. Mas definitivamente há uma diferença trabalhando com uma diretora que que foi uma menina jovem e inocente e cresceu para entender que o mundo é um lugar complicado, e tudo isso me ajudou a passar por essa jornada com ela. Patty é uma diretora tão talentosa, tão inteligente e tão apaixonada. Ela mergulhou com a gente, a cada cena. Nós fizemos inúmeras tomadas até conquistarmos a perfeição, a magia. Ela é tão perfeccionista que ela nunca parou até que fosse perfeito e isso nos fez trabalhar ainda mais e nos fizeram querer ser o melhor para ela, sabendo quem ela é.

Como você fez o seu próprio personagem?
Eu acho que, como atriz, eu me trago para todos os personagens que eu toco. Eu me sinto muito perto de Diana, da Mulher-Maravilha. É a primeira vez que retratei um personagem que é tão bom e puro e positivo, e isso é muito inspirador para mim como pessoa e como atriz. Eu venho de um passado muito seguro e protegido e eu tive uma infância muito normal. Eu era muito protegida. Não estou dizendo que tive numa jornada similar a Mulher-Maravilha, só estou dizendo que, como uma menina, eu cresci e me tornei mais uma pessoa complicada. Eu amo sua história e adoro o fato de que isso acontece devagar, porque geralmente você cresce lentamente ao longo dos anos. Para Diana [Prince], ela era muito ingênua e inocente por tanto tempo e, de repente, ela se aproximou de um cenário que a fez entender o mundo melhor, e então ela cresceu.

Mas como você fez sua própria comparação com a Mulher-Maravilha de Lynda Carter?
Para ser completamente honesta com você, eu apenas pensei em como fazer o meu. O que me leva como uma atriz é: como faço para contar sua história da maneira mais interessante e original, e como faço o melhor que posso. Foi nisso que me concentrei. Como faço para ela ser confiável e acessível para as pessoas. É muito difícil se relacionar com uma deusa, então eu estava procurando por suas frações de imperfeições; para mostrar sua insegurança e mostrar sua falta de confiança às vezes. Quando falei com Patty sobre a personagem, ambos sentimos fortemente que, quando mostramos a Mulher-Maravilha, ela simboliza tantas coisas – ela é importante para as feministas e para todos. Ela é a personagem feminina mais forte e poderosa e eu não queria retratá-la de uma maneira em que ela seria uma puxa-saco, mandona ou uma sabe-tudo, e queria que as pessoas pudessem amá-la. Eu acho que você pode amar as pessoas quando você vê que elas não são perfeitas, e quando você vê que elas são suaves e elas são amorosas e elas significam o bem.

Agora que iremos ver Mulher-Maravilha em Liga da Justiça, você acha que o público vai entender e apreciá-la mais?
Sim. Eu considero isso muito importante. Mulher-Maravilha é uma figura tão icônica e ela definitivamente mereceu ter uma história de origem. Então estou feliz por termos conseguido explorá-la. Precisávamos contar sua história de origem porque não estabelecemos sua história no primeiro filme onde ela aparece (Batman vs Superman: Dawn of Justice). Todos os super-heróis que conhecemos, seja o Superman, o Batman ou o Homem-Aranha, todos eles têm sua história de origem e sempre compreendemos de onde eles estão vindo e o que os transformou em quem realmente são.

Você pode falar sobre seus figurinos em Mulher-Maravilha? Você tem um favorito?
Eu tenho 14 figurinos diferentes neste filme, então é difícil escolher entre a prata e o ouro. Nenhum dos figurinos é leve, mas também não são muito pesados. Eu tenho um que é o mesmo que eu usei em Batman vs Superman, embora seja muito mais confortável que o original. Felizmente, não tenho que usar por muito tempo. No entanto, quando estávamos nos preparando para Mulher-Maravilha, deixei claro que eu precisava ter algum oxigênio através do meu corpo para poder filmar o filme. Então, definitivamente ajustamos o traje, mudamos o material e o tornamos um pouco maior, de modo que não é super, super apertado – porque eu usava todos os dias e filmamos mais de 117 dias e tive que me apresentar nisso. Então, esta nova versão é excelente – eu posso até dormir nela. É como um pijama agora para mim! Adoro o traje, acho que é super forte e sexy ao mesmo tempo, e adoro o jeito que parece.

Como foi trabalhar na tela verde com todos os efeitos especiais?
Devo lhe dizer que tínhamos muitos locais neste filme. Muitos. O primeiro mês e meio foi tudo em locais em Londres e depois, um mês e meio, na Itália, então tivemos aproximadamente um mais um mês para filmar em estúdio, o que é muito incomum nesses mega filmes de ação e ficção científica, então realmente foi ótimo.

Você teve que passar por um grande treinamento físico para esse papel? Obviamente, existiram passeios a cavalo, mas o que mais você precisou aprender para a preparação?
É o que é. Antes de começar a filmar Mulher-Maravilha, senti como se fosse uma criança, olhando para o Monte Kilimanjaro e pensando, como é que eu vou escalar todo o caminho. Mas, devagar porém segura, e com a equipe certa, você sabe, as melhores pessoas para fazer isso, eu fiz. Acho que a coisa mais desafiadora para mim foi o trabalho físico. Mesmo enquanto filmava, eu tinha uma barraca no estúdio e toda vez que fazíamos uma pausa, eu estava treinando, então eu estava treinando o tempo todo.
Foi muito difícil, e quando você adiciona à mistura o fato de que filmamos na Inglaterra no meio do inverno, com pouca roupa, esse foi o maior desafio que eu tive no set. Estava tão frio que mal podia falar.

Como foi ser um membro de pleno direito da máquina de filmes da DC?
(Risos) É louco porque quando eu trabalho, é sempre muito importante para mim fazer o melhor trabalho que posso. Mas neste caso, foi ainda mais importante porque muitas pessoas se importam muito com esse personagem. Você deve respeitar isso e o legado que esse personagem tem. Nós temos um excelente elenco em Liga da Justiça… E eu tive que me concentrar em minha responsabilidade, que era ajudar a contar a história e me esforçar 100%.

Sua jornada de Miss Israel, servindo como treinadora de ginástica nas forças armadas israelenses, a uma grande estrela de cinema é uma história incrível por direito próprio.
Meu objetivo original na vida era ser coreógrafa. Eu dançava desde os 12 anos de idade e, mais tarde, recebi muitas ofertas para trabalhar como modelo, mas quase sempre me desviava desse trabalho. Achava que a modelagem era muito superficial. Mas então eu me convenci a participar do concurso Miss Israel e fiquei totalmente atordoada e completamente despreparada quando ganhei. Foi quando comecei a aceitar trabalhos de modelo. Mas também fui à universidade e estudei direito.

Como você entrou para a atuação, então?
Por acidente. Meu agente de modelo disse que um colega tinha visto minha foto e sugeriu que eu deveria fazer uma audição para ser uma Bond Girl. Eu primeiro disse “Não”, porque não sou atriz e não falo inglês perfeito. Finalmente, decidi fazer a audição e fiquei fascinada com o processo. Eu não consegui o papel [foi em Quantam of Solace que ficou com Olga Kurylenko], mas depois fiz uma audição para um programa de TV israelense e fui contratada para isso. Depois, entrei em Velozes & Furiosos e desde então estou vivendo um sonho!

Você é a mãe de duas filhas. Como você se sente sobre a maternidade e sua vida com seu marido, Jaron?
Meu marido é um grande homem que me apoia plenamente em tudo. Ele é o melhor. Adoro cada momento que passo com ele e minhas filhas. Ele também é um homem de negócios bem sucedido e muito envolvido nisso. Mas mesmo que ambos estejamos ocupados com o nosso trabalho, a nossa vida familiar é prioridade; Eu sou uma mulher muito, muito feliz, que mal espera voltar para minha família toda vez que eu termino um filme.

 

Fonte | Tradução e adaptação – Gal Gadot Brasil

28
12
Painel de Liga da Justiça na ACE Comic-Con

No dia 10 de dezembro, Gal Gadot, Henry Cavill, Jason Momoa e Ray Fisher participaram de um painel de Liga da Justiça, na ACE Comic-Con, apresentado por Geoff Boucher. Os atores falaram sobre a dinâmica da equipe, sobre o por que super-heróis chamam tanta a atenção do público, quem venceria numa luta da Liga da Justiça contra os Vingadores e muito mais. Confiram abaixo o painel, sem legendas:

 

Inicio > Eventos e Aparições | Appearances & Events > Eventos e premiações > 2017 > 09/12 | Painel de “Liga da Justiça” na ACE Comic Con, em Long Island

23
11
Gal Gadot fala sobre Mulher-Maravilha e Liga da Justiça em entrevista para o jornal NZ Herald

Durante a press tour de Liga da Justiça em Londres, para divulgar o filme, o elenco concedeu diversas entrevistas para vários canais de comunicação do mundo todo. Deste a vez, Gal conversou com o jornal NZ Herald da Nova Zelândia. Confira abaixo!

Gal fala sobre interpretar mais uma vez a Mulher-Maravilha e como ela tem lida com a figura materna com os recém-chegados ao grupo, The Flash e Ciborgue.

“Obviamente, ela está mais experiente e tem mais compreensão do mundo agora, mas em seu interior, ela é basicamente a mesma personagem: ela ainda está cheia de amor, cheia de compaixão e se preocupa com as pessoas”, explica Gadot. “Ela também sente um maior senso de responsabilidade do que antes, especialmente com Flash e Ciborgue, porque ela os trouxe para a equipe e eles não têm experiência, são humanos e podem ser mortos”.

 

Gal também falou sobre a importância da Mulher-Maravilha para as mulheres e as meninas e sobre a retirada da personagem como Embaixadora da ONU.

Gadot admite que interpretar um personagem tão amado teve outro efeito colateral surpreendente para ela na vida real: inesperadamente a transformou em modelo e influenciadora para inúmeras mulheres e meninas. “É divertido porque nunca pensei nisso quando consegui o papel, mas agora sinto a importância do jeito que eu carrego e da mensagem que eu apresento ao mundo a fora, desde o momento que interpretei ela”, diz ela. “Isso é, especialmente assim como vivemos em uma era em que as mídias sociais significam que você pode ter milhares de seguidores que olham para você. Então, mesmo que eu não seja tão especial quanto as pessoas possam pensar – eu sou apenas uma atriz que teve a sorte para retratar esse personagem – ainda sinto que tenho uma responsabilidade para mulheres e meninas. Por isso, quando encontro com fãs – especialmente os jovens – é importante para mim mostrar-lhes algo positivo, algo de bom”.

É uma opinião que as Nações Unidas também pareciam compartilhar – embora brevemente – quando designaram Mulher-Maravilha a ser “Embaixadora Honorária para o Empoderamento de Mulheres e Meninas”

“Sim, eles fizeram, antes de mudar de ideia quando causou um barulho”, responde Gadot, claramente assustada com a decisão da ONU de retrair posteriormente a honra quando causou um barulho. “Achei realmente estranho que eles fizeram isso porque se trata de capacitar as mulheres com modelos positivos que promovem a igualdade, a justiça, os bons valores, o amor e a aceitação. Acho que a Mulher-Maravilha engloba tudo isso, por isso teria sido realmente bom tê-la nesse papel”.

 

Ben Affleck, que também estava presente na entrevista, falou sobre o desempenho da Gal como a heroína.

“Gal fez um trabalho incrível com esse personagem”, diz Affleck. “Ela transformou a Mulher-Maravilha de uma caricatura de desenho animado em um biquíni, com um jato invisível, em uma heroína verdadeiramente inspiradora e poderosa. É o mesmo com todos esses caras neste filme – todos levantaram a barreira com suas performances. Eu tenho a maior admiração e respeito por eles e o que eles conquistaram”.

 

Fonte | Tradução e adaptação – Gal Gadot Brasil

10
11
Trilha sonora de Liga da Justiça é divulgada e terá 27 músicas

A trilha sonora de Liga da Justiça será lançada digitalmente no dia 10 de novembro, uma edição especial com dois CD sairá no dia 8 de dezembro e uma edição de vinil estará disponível no dia 9 de fevereiro de 2018. Vocês podem conferir a lista completa, e ouvir as 27 músicas, abaixo.

 

1- “Everybody Knows” — Sigrid
2- The Justice League Theme — Logos
3- Hero’s Theme
4- Batman on the Roof
5- Enter Cyborg
6- Wonder Woman Rescue
7- Hippolyta’s Arrow
8- The Story of Steppenwolf
9- The Amazon Mother Box
10- Cyborg Meets Diana
11- Aquaman in Atlantis
12- Then There Were Three
13- The Tunnel Fight
14- The World Needs Superman
15- Spark of The Flash
16- Friends and Foes
17- Justice League United
18- Home
19- Bruce and Diana
20- The Final Battle
21- A New Hope
22- Anti-Hero’s Theme
23- “Come Together” — Gary Clark Jr. and Junkie XL
24- “Icky Thump” — The White Stripes
25- The Tunnel Fight (Full Length Bonus Track)
26- The Final Battle (Full Length Bonus Track)
27- Mother Russia (Bonus Track)

5
11
Novos clipes de Liga da Justiça são liberados

Com a chegada da estreia de Liga da Justiça, a Warner Bros. liberou novos clipes que mostram cenas completas do filme, sendo assim, são muitos spoilers! Veja todos abaixo.

 


Batman conhecendo o Arthur/Aquaman

 


Bruce conhecendo o Barry/Flash

 


Ataque do Steppenwolf

 


Liga da Justiça com o Comissário Gordon

 


Mulher-Maravilha salvando os reféns no banco

 


Batman conversando com o Flash

 


Bruce e Alfred conversando sobre o Superman

4
11
Gal Gadot fala sobre relação de Mulher-Maravilha e Batman em Liga da Justiça

Em entrevista para o USA Today, Gal Gadot contou como Diana trabalha ao lado da equipe de super-heróis e como a dinâmica com o Batman, de Ben Affleck, foi difícil quando os dois estavam aprendendo a liderar a Liga nas batalhas.

“[Diana gosta] trabalhar com pessoas que também são estranhas e diferentes como ela é”.

Sobre a dinâmica entre Diana e Bruce, ela diz:

“Esta é a primeira vez que realmente os vemos, não só lutando juntos, mas também montando estratégias sobre o que é o certo fazer juntos. Eles nem sempre estão na mesma frequência.”

 

Fonte | Tradução e adaptação – Gal Gadot Brasil

4
11
Gal Gadot confirma que Mulher-Maravilha esteve ativa por muito tempo antes de BvS

Durante maratona de entrevistas que aconteceu ontem (03) em Londres, Gal confirmou ao site Den of Geek que Diana esteve ativa por muito mais tempo antes de sua aparição em Batman vs Superman.

“Bem, infelizmente, não há muito o que possamos compartilhar com você sobre Mulher-Maravilha 2”, disse Gadot quando perguntada sobre essas diferenças na apresentação da personagem e como isso irá influenciar na sequencia do filme da heroína. “Mas o que é claro é que, independentemente se a Mulher-Maravilha estivesse lá fora ou incógnita, ela sempre esteve envolvida e ela sempre foi muito ativa no Mundo do Homem, e ela sempre estava ativa para salvar e ajudar, e para melhorar o mundo”.

Gal também falou sobre por qual razão que ela acha que a Mulher-Maravilha e a Liga da Justiça são tão inspiradoras neste ano:

“No mundo real, não lutamos contra monstros, não temos ataques alienígenas. Somos nós criando o problema, e acho que teria sido maravilhoso se nós, seres humanos, pudéssemos nos juntar e nos unir, e ser e fazer o bem uns aos outros e tentar tornar o mundo um lugar melhor.”

 

Fonte | Tradução e adaptação – Gal Gadot Brasil