15
03
A sequência de Mulher-Maravilha, Mulher-Maravilha 1984, não é na verdade uma sequência

Poucos culpariam os fãs por pensarem que Wonder Woman 1984 é uma continuação do blockbuster de super-heróis de 2017, Mulher-Maravilha. Ambos os filmes estrelam Gal Gadot como Diana Prince, uma princesa amazônica mágica com um laço e guerreira indomável com uma missão jurada para proteger a humanidade da destruição. Ambos os filmes são distribuídos teatralmente pela DC Extended Universe de adaptações inter-locking de histórias em quadrinhos e dirigidas por Patty Jenkins – a primeira mulher a dirigir um filme de super-heróis. E sim, a continuação da Mulher Maravilha (que foi rapidamente produzida por seu distribuidor de estúdio Warner Bros. depois que seu antecessor arrecadou US $ 821,8 milhões em todo o mundo e com data de estreia para junho de 2020) trás a personagem após a Segunda Guerra Mundial – eventos baseados no filme anterior.

Mas o produtor de Mulher-Maravilha 1984 Charles Roven – produtor veterano por trás da Liga da Justiça, Batman vs Superman: A Origem da Justiça, Esquadrão Suicida, a trilogia do Cavaleiro das Trevas e, sim, Mulher-Maravilha – gostaria que os fãs soubessem que estão errados. Wonder Woman 1984 não é, de modo algum, uma sequência do filme anterior Mulher-Maravilha. E de acordo com ele, a própria Jenkins gostaria de evitar qualquer percepção da palavra sequência. “Ela estava determinada que este filme deveria ser a próxima iteração da Mulher-Maravilha, mas não uma continuação“, diz Roven ao Vulture. “E ela definitivamente está cumprindo isso. É um período de tempo completamente diferente e você terá uma noção do que Diana/Mulher-Maravilha esteve fazendo nos anos seguintes. Mas é uma história completamente diferente a que estamos contando. Mesmo que tenha muitas coisas emotivas, muito humor, muita ação corajosa. Coisas que também tocam o coração.”

Durante a Comic-Con realizada ano passado Jenkis disse que não quer nunca fazer mais do mesmo pelos motivos errados “Podemos fazer um filme totalmente novo sobre algo completamente novo e tão único em si como o primeiro.”

Uma fonte próxima a Jenkins, diretora do filme que está atualmente em 25% da pós-produção de Mulher-Maravilha 1984, em Londres, disse que a mesma realmente visualiza este último filme como uma posição contra sequências: “É um filme independente da mesma forma que os filmes de Indiana Jones ou Bond são, em vez de uma história contínua que requer muitas parcelas.”

Mulher-Maravilha chega aos cinemas no dia 05 de Julho de 2020.

 

Com informações de Vulture

Deixe um comentário!